> <

“Brasileiro paga dois carros e leva um”, diz presidente da Anfavea

O ano de 2016 não começou nada bem para a indústria automotiva brasileira. Mesmo levando em consideração que o mês de janeiro é historicamente fraco em vendas, a marca de 155,3 mil veículos emplacados representa uma queda de 38,8% se comparada ao mesmo período do ano passado. Em coletiva realizada nesta quinta-feira em São Paulo, a Anfavea (associação que reúne as principais fabricantes) divulgou os dados do setor e voltou a criticar a massiva carga de impostos sobre o carro nacional.

fabrica GM gravatai onix

Com uma produção de apenas 145,1 mil veículos em janeiro, a indústria voltou a números de 2003. “Estamos regredindo 13 anos”, lamentou Luiz Moan, presidente da entidade. A crise afeta diretamente os trabalhadores das montadoras, cujo um quarto está incluindo em algum tipo de mecanismo para evitar demissões. De acordo com Moan, hoje as montadoras estão com 6,3 mil empregados em lay-off, além de outros 35,6 mil no PPE – Programa de Proteção ao Emprego do governo federal.

Luiz Moan - Presidente de Anfavea

Apesar da crise cada vez mais evidente do setor, Moan não vê saídas a curto e médio prazo. Mais uma vez, o executivo citou a elevada carga tributária dos carros brasileiros como um dos fatores das baixas vendas e, claro, da margem mais apertada dos fabricantes. “O brasileiro paga dois carros e leva um”, disse Moan, exemplificando que o carro mais barato do país, o Fiat Palio Fire 2p poderia custar R$ 19.149 se não fossem os impostos (ele custa R$ 28.360).

Fiat Palio Fire 2016

“Nós somos totalmente favoráveis ao ajuste fiscal, mas sabemos que o governo não discutirá isso neste momento”, desabafou o executivo, sabendo que na verdade a presidente Dilma Rousseff deseja aumentar a receita por meio da volta da CPMF. A Anfavea citou novamente casos de países com carga de impostos bem menores que a brasileira, como a do Japão (5,0%), EUA (7,5%) e Coreia do Sul (10%). Mas mesmo comparado a países que taxam mais, como nossa vizinha Argentina (21%), o Brasil ainda tem números extorsivos: 37,2% em carros até 1.0, 41,2 % em carros entre 1.0 e 2.0 flex, e 43,7% entre 1.0 e 2.0 a gasolina.

Fonte: http://carplace.uol.com.br/brasileiro-paga-dois-carros-e-leva-um-diz-presidente-da-anfavea/

Galeria

Nenhum comentário foi encontrado. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu Comentário


Aprenda como identificar golpe do boleto falso

A matéria a seguir é uma reprodução do UOL Tilt.Entenda o golpe do boleto falsoO envio de boletos falsos por email não é algo novo. Especialistas em segurança afirmam que esse é um dos golpes…

leia mais...
Saiba mais como trabalhar a motivação no dia a dia

Nem sempre estamos no nosso melhor dia ou com a melhor disposição, por isso é preciso trabalhar a motivação no dia a dia e fazer planos e ter objetivos podem ajudar. Quem fala mais a respeito do…

leia mais...
Stock Car divulga calendário 2021
Stock Car divulga calendário 2021
17 de fevereiro de 2021

Temporada começa no final de março no Velopark e terá uma etapa por mês até o final do ano A matéria a seguir é uma reprodução da redação do Motorsport.com. A Stock Car divulgou nesta…

leia mais...
Desenvolve SP anuncia R$ 100 milhões em linha de crédito para micro e pequenas empresas

A matéria a seguir é uma reprodução do site da UOL, de autoria da jornalista: Victoria Nascimento Netto, especial para a Agência Estado.O banco de fomento paulista Desenvolve SP anunciou nesta quarta-feira,…

leia mais...
Comentários Recentes

Trabalhe Conosco

Com o seu talento e competência
como combustíveis, você vai ajudar
a guiar uma empresa sólida e
ambiente de trabalho profissional.
Faça parte da nossa equipe.

Eu quero

Quero ser Cliente

Venha ser um cliente Barros Autopeças
e ter a disposição um dos portfólios
de peças mais completos do país,
promoções exclusivas e uma equipe
pronta à ajudá-lo no que for preciso.

Eu quero
scroll up