> <

CRISE VW: MONTADORA DIZ QUE MODELOS 2016 ESTÃO ENVOLVIDOS EM FRAUDE DE EMISSÕES

Volkswagen dos Estados Unidos afirma que modelos têm um novo software ilegal que manipula níveis de poluição

O número de modelos envolvidos na fraude de emissões da Volkswagen é maior do que os 11 milhões de unidades conhecidas até agora. Isso porque, de acordo com uma reportagem publicada pela ABC News, a Volkswagen dos Estados Unidos informou aos órgãos reguladores do país que carros 2016 equipados com o motor 2.0 TDI também têm um software ilegal que manipula os níveis de poluição do propulsor a diesel.

Descrito como um "dispositivo auxiliar de controle de emissões", o novo software é diferente do que foi instalado nos veículos entre 2009 e 2015. Ele teria a capacidade de fazer um catalisador controlador de poluição esquentar mais rapidamente, melhorando a performance do dispositivo que metaboliza o óxido de nitrogênio, um gás danoso, transformando-o em nitrogênio e oxigênio.

Segundo a porta-voz da montadora, Jeannine Ginivan, o problema foi reportado na semana passada à Agência de Proteção Ambiental (EPA) norte americana. Os órgãos reguladores ainda não determinaram se o software foi instalado especificamente para trapaçear no resultado dos testes de emissões.

Entenda o caso

Os Estados Unidos possuem um plano agressivo de combate às emissões de CO2. Para controlar os níveis de poluentes enviados ao meio ambiente, carros passam por testes realizados pela Agência de Proteção Ambiental (EPA). Um relatório divulgado em agosto indicou que a Volkswagen havia programado 500 mil veículos movidos a diesel para emitir menos poluentes durante testes ambientais. Em seguida, a montadora anunciou que o problema envolvia 11 milhões de carros.

Os dispositivos estão instalados em motores tipo EA 189 2.0 Diesel, que são vendidos pela marca como “Clean Diesel” (“Diesel Limpo”, na tradução livre). Estes carros estão emitindo de 10 a 40 vezes mais poluentes do que o limite legal.

A fraude atingiu modelos de diversas marcas do grupo Volkswagen, entre elas SEAT, Skoda eAudi. Além do motor 2.0 TDI, o 1.6 TDI também está sendo analisado e há suspeitas, ainda, de que o 1.2 TDI possa ter sido manipulado. Nada foi dito sobre o motor 3.0 V6 turbodiesel que equipa modelos maiores, mas eles também devem entrar nas investigações.

Fonte: http://revistaautoesporte.globo.com/Noticias/noticia/2015/10/crise-vw-montadora-diz-que-modelos-2016-estao-envolvidos-em-fraude-de-emissoes.html

Galeria

Nenhum comentário foi encontrado. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu Comentário


Conheça mais sobre a marca que vai te fazer avançar

O suporte da barra tensora, ou como é conhecida popularmente, morceguinho, tem como função absorver o impacto e vibrações provocadas pelas solicitações da suspensão em curvas. Quando essa…

leia mais...
20 de novembro Dia da Consciência Negra  

O termo consciência negra, veio para enfatizar  a luta do povo preto, ganhando notoriedade na década de 1970 no Brasil, justamente em razão da luta de movimentos sociais que atuavam pela igualdade…

leia mais...
Dicas para uma boa administração no setor de logística  

O que é logística empresarial? A logística empresarial é um processo de planejamento, implementação e controle econômico do fluxo de produção e armazenamento de insumos,…

leia mais...
Lançamento marca própria: Advance Autoparts

A MarcaCom o objetivo de entregar mais qualidade e inovação para os clientes, o grupo Barros Autopeças  lançou sua marca própria. Por isso, é com muito orgulho e satisfação que a empresa…

leia mais...
Comentários Recentes

Trabalhe Conosco

Com o seu talento e competência
como combustíveis, você vai ajudar
a guiar uma empresa sólida e
ambiente de trabalho profissional.
Faça parte da nossa equipe.

Eu quero

Quero ser Cliente

Venha ser um cliente Barros Autopeças
e ter a disposição um dos portfólios
de peças mais completos do país,
promoções exclusivas e uma equipe
pronta à ajudá-lo no que for preciso.

Eu quero
scroll up