> <

Extintor pode voltar a ser obrigatório para veículos de passeio

Resolução que tornava facultativo o uso do item de segurança foi suspensa; para deputado, Contran agiu de forma unilateral com a medida

por Anaís Motta • 16/12/2015 às 18:10 • Atualizado em 17/12/2015 às 19:03

A Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados suspendeu a resolução 556/15 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que tornavafacultativo o uso de extintores de incêndio em automóveis, utilitários, caminhonetes e triciclos de cabine fechada.

Para endossar a anulação, o deputado Hugo Leal (Pros-RJ), relator da comissão, defendeu o fato de que o Contran agiu de forma unilateral, causando transtornos aos proprietários de veículos que já haviam adquirido os extintores do tipo ABC e aos fabricantes e vendedores do equipamento, que passaram a sofrer com o encalhe dos produtos.

Em setembro, o Contran justificou a desobrigação do extintor com um estudo que constatou a baixa incidência de incêndios dentro do volume total de acidentes com veículos. O estudo também concluiu que o uso do extintor sem preparo representaria mais risco ao motorista do que o próprio incêndio em si.

>> Padronização das placas de veículos no Mercosul é discutida por audiência

>> Obrigatoriedade do controle de estabilidade será decidida até o fim do ano

Para Leal, no entanto, “não parece razoável a súbita mudança no entendimento havido por décadas quanto à importância e à obrigatoriedade desse equipamento de segurança”. Além disso, não foram apresentadas justificativas para a medida imposta, o que causou “perplexidade e desconfiança” sobre o Contran.

O parlamentar também se lembrou do acordo sobre a regulamentação básica unificada de trânsito, assinado por Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai em 1992, que já previa a obrigatoriedade do extintor. “Enquanto o país for signatário do referido acordo, não há como o item passar a ser facultativo nos veículos de passeio”, observou.

A proposta ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, inclusive quanto ao mérito, antes de ser votada pelo Plenário da Câmara.

Fonte: http://quatrorodas.abril.com.br/materia/obrigatoriedade-extintor-incendio-pode-voltar-a-valer-veiculos-passeio

Galeria

Nenhum comentário foi encontrado. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu Comentário


31 cursos online para crescer profissionalmente

  Em tempos de home office, vale apostar nas formações online com certificado, que podem incrementar seu repertório e currículo ou servir como atividades complementares na faculdade. Confira…

leia mais...
10 características de um profissional de sucesso

   Quais as principais características dos profissionais de sucesso? Essa é uma das perguntas feitas por quem busca construir uma carreira brilhante e promissora.   Não há fórmula…

leia mais...
Como o coronavírus vai mudar nossas vidas: dez tendências para o mundo pós-pandemia

   A Covid-19 mudou nossas vidas. Não estou falando aqui simplesmente da alteração da rotina nesses dias de isolamento, em que não podemos mais fazer caminhadas no Minhocão ou ir aos nossos…

leia mais...
Mulheres na ciência e suas contribuições para o setor automotivo

    Desde 2015, as Nações Unidas (ONU) estabeleceu o dia 11 de fevereiro como o Dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência.    Entre os objetivos desse…

leia mais...
Comentários Recentes

Trabalhe Conosco

Com o seu talento e competência
como combustíveis, você vai ajudar
a guiar uma empresa sólida e
ambiente de trabalho profissional.
Faça parte da nossa equipe.

Eu quero

Quero ser Cliente

Venha ser um cliente Barros Autopeças
e ter a disposição um dos portfólios
de peças mais completos do país,
promoções exclusivas e uma equipe
pronta à ajudá-lo no que for preciso.

Eu quero
scroll up