> <

Investigação pode descobrir o passado do seu seminovo

Comprar um carro seminovo e ter surpresas desagradáveis depois ficou um pouco mais difícil. No dia 25 de maio entrou em vigor a lei 13.111/15, que obriga as lojas a informarem aos clientes o histórico do carro a ser vendido.

Pela lei, deve constar no contrato de compra e venda assinado entre vendedor e comprador informações sobre a regularidade do veículo. Isso significa que débitos, restrições, multas, informações de furto/roubo ou envolvimentos judiciais (como quando o carro é dado como garantia de pagamento de dívidas) devem estar claros no documento, assim como qualquer outro registro que limite ou impeça a sua circulação.

Investigação mais profunda

Caso não apresente todas as informações do carro ao cliente, o lojista será obrigado a arcar com as dívidas. Ou seja, impostos, taxas, multas e débitos do automóvel antes da data da compra são de exclusiva responsabilidade do estabelecimento. Vale ressaltar que informar as pendências não isenta a loja da responsabilidade sobre elas, algo previsto, inclusive, no Código de Defesa do Consumidor.

Também é importante ficar atento ao fato de um veículo alienado só poder ser transferido para o novo proprietário se a financeira aprovar.

Mesmo que apenas as empresas estejam obrigadas a esclarecer as informações sobre o histórico do carro, qualquer um pode ter acesso e elas. Basta ter em mãos a placa e o número do Renavam (Registro nacional de Veículos Automotores) do veículo e acessar o site do Detran/SP (www.detran.sp.gov.br) ou pelo aplicativo “Consultas Detran.SP”.

Ampla base de dados

Você, interessado num seminovo, pode se resguardar mais ainda. Há serviços online privados que destrincham o histórico do carro não só com as bases de informações do governo, mas também com dados de particulares, como seguradoras, financeiras, entre outros.

Diferentes empresas prestam esse serviço, como a CheckAuto (www.checkauto.com.br), Vericar (site.vericar.com.br) e Check Meu Carro (www.checkmeucarro.com.br). O laudo pode custar entre R$ 15 e R$ 50. Neles constam informações detalhadas do carro, como país de origem, versão, potência, preço de tabela e numeração do chassi e do motor (que devem ser conferidas).

Pendências com o governo, multas, registro de acidentes e informações sobre recall também aparecem. Mas há outros dados interessantes, como a cidade onde o veículo foi emplacado pela primeira vez e o histórico de quilometragem, registrado em revisões do carro. Se os números e datas não baterem, o laudo revela adulteração. Também vale para saber se o carro teve uso muito intenso no passado.

Trocando em miúdos

O nível de detalhamento vai além. O laudo revela até se o carro participou de algum leilão, o que nem sempre é mau sinal: ele pode ter sido retomado por um financiamento não pago e estar em perfeitas condições de uso.

Segundo a empresa de vistoria e inspeção Dekra, 8% dos carros consultados no site da CheckAuto em julho tinham alguma irregularidade. Destes veículos, 25% não haviam atendido a recalls, 4% eram roubados e 3% tinham a quilometragem adulterada.

Fonte: Car and Driver

Galeria

Nenhum comentário foi encontrado. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu Comentário


Uma Páscoa para ser lembrada: Barros Autopeças faz a diferença para pessoas carentes

A Páscoa pode ser considerada o feriado favorito dos chocólatras, mas além de ser uma excelente desculpa para fugir da dieta, também pode ser utilizada para praticar a solidariedade. Na última semana,…

leia mais...
Passo a passo: teste de sistema de injeção eletrônica

 A injeção eletrônica serve para melhorar o funcionamento do carro, diminuindo a emissão de poluentes e contribuindo para que o combustível seja mais bem utilizado. No entanto, é preciso testar…

leia mais...
Alemanha autoriza cidades a proibir carros a diesel

Por William BostonUma corte da Alemanha decretou ontem a morte de certos carros movidos a diesel, num golpe para a importante indústria automobilística do país, que agora será forçada a gastar bilhões…

leia mais...
Bom ambiente mantém saúde do balconista e aumenta produtividade!

De acordo com especialista, cultura de humanização e a compreensão das subjetividades não se opõem à busca pelo lucro. Às vésperas do Dia do Balconista de Autopeças, o Novo Varejo foi em…

leia mais...
Comentários Recentes

Trabalhe Conosco

Com o seu talento e competência
como combustíveis, você vai ajudar
a guiar uma empresa sólida e
ambiente de trabalho profissional.
Faça parte da nossa equipe.

Eu quero

Quero ser Cliente

Venha ser um cliente Barros Autopeças
e ter a disposição um dos portfólios
de peças mais completos do país,
promoções exclusivas e uma equipe
pronta à ajudá-lo no que for preciso.

Eu quero
scroll up