> <

Lei da obrigatoriedade do extintor ABC prejudica comerciantes

Neste mês, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determinou que não é mais obrigatório o uso de extintores de incêndio em automóveis de passeio, caminhonetes, camionetas e triciclos de cabine fechada. Festejada por consumidores, a decisão prejudica comerciantes e produtores de extintores automotivos e pode resultar no fechamento de 10 mil postos de trabalho em todo o País e redução da produção em 90%, segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Equipamentos Contra Incêndio e Cilindros de Alta pressão (Abiex).

De acordo com Marcello Prisco, vice-presidente da Abiex, a estimativa de que o setor perderá 10 mil vagas de empregos considera apenas a indústria, não inclui outras áreas como distribuição e revenda. "Isso é difícil calcular, por enquanto. Nesse primeiro momento a produção de extintores veiculares caiu 100%. Quando o setor se readequar, acreditamos que o mercado volte a demandar em torno de 10% a 20% do que demandava antes do fim da obrigatoriedade", analisa.

Prisco relata que o investimento no setor varia entre R$ 50 milhões e R$ 70 milhões para atender às demandas que surgiriam pela exigência dos extintores ABC a partir de 1º de outubro deste ano, caso a obrigatoriedade fosse mantida. "O número de empresas produtoras aumentou, porém, algumas nem sequer chegarão a operar", diz.

A situação gera, inclusive, desconfortos com o Contran. "Em agosto, um projeto de lei que acabava com a obrigatoriedade foi engavetado. Apresentamos estudos sobre a capacidade de produção da indústria e de repente eles lançaram essa determinação que a Abiex só foi descobrir pela internet", comenta. Agora, a entidade entrará com ações na Justiça para rever a decisão. "Se for para acabar com a obrigatoriedade, que façam da forma correta", diz.

O fim da obrigatoriedade dos extintores automotivos só não será mais prejudicial porque a maioria das empresas trabalha com linhas de produtos para outros segmentos como o industrial e o residencial, por exemplo. É o caso da Extin Fama, de São Caetano (SP), que prevê queda de um quarto nas vendas totais.

"Começamos a comprar os produtos para estocar e o valor estava alto por conta da mudança que o governo havia previsto, mas tivemos que devolver. Estou agora com apenas um caixa com cinco extintores", relata Tatiane Rodrigues, sócia proprietária da Extin Fama. Ainda que a situação diminua as vendas totais em 25%, a empresária informa que os fornecedores sofrerão mais. "Trabalhamos com uma empresa de Curitiba e o representante nos avisou que ele está praticamente desempregado. Aqui a gente ainda trabalha com extintores para indústrias e outros, que podem nos ajudar", diz.

A venda de extintores automotivos na Delta Extintores, de Diadema (SP), teve 100% de queda, segundo o gerente Silvano Menezes Braga. "Mas isso não nos afetará tanto quanto poderia, pois temos os extintores para indústrias e os serviços de manutenção", relata. Mudanças no movimento da loja serão sentidas. "Todo dia vinha gente procurando por extintor de carro, mas ainda bem que não dependemos só disso", diz em tom de alívio.

Fonte: Repórter Diário

Galeria

Nenhum comentário foi encontrado. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu Comentário


Aprenda mais sobre os retentores com o Treinamento Técnico online da Sabó

Esse conteúdo é para te ajudar a alavancar suas vendas e também a passar mais confiança para seus clientes. Os vídeos abaixo foram realizados pela Sabó, como meio de auxiliar você a aumentar o…

leia mais...
Conheça mais sobre o Terminal Axial

É importante obter conhecimento técnico e conhecer os produtos que vai vender para que possa orientar o cliente da melhor forma possível. Se você ainda tem dúvidas para identificar o que é…

leia mais...
Repare com a Loctite
Repare com a Loctite
25 de junho de 2021

Loctite é uma a marca que oferece soluções de alta resistência e duráveis para todas as suas necessidades de conserto e, na Barros Autopeças você encontra produtos da marca, como super bonder,…

leia mais...
A distribuidora Barro Autopeças garante excelência em seus produtos

Você sabia queDe acordo com a ABCF (Associação Brasileira de Combate à Falsificação), o mercado de autopeças é um dos primeiros colocados em comercializar produtos falsificados.Produtos falsificados…

leia mais...
Comentários Recentes

Trabalhe Conosco

Com o seu talento e competência
como combustíveis, você vai ajudar
a guiar uma empresa sólida e
ambiente de trabalho profissional.
Faça parte da nossa equipe.

Eu quero

Quero ser Cliente

Venha ser um cliente Barros Autopeças
e ter a disposição um dos portfólios
de peças mais completos do país,
promoções exclusivas e uma equipe
pronta à ajudá-lo no que for preciso.

Eu quero
scroll up