> <

Lei da obrigatoriedade do extintor ABC prejudica comerciantes

Neste mês, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determinou que não é mais obrigatório o uso de extintores de incêndio em automóveis de passeio, caminhonetes, camionetas e triciclos de cabine fechada. Festejada por consumidores, a decisão prejudica comerciantes e produtores de extintores automotivos e pode resultar no fechamento de 10 mil postos de trabalho em todo o País e redução da produção em 90%, segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Equipamentos Contra Incêndio e Cilindros de Alta pressão (Abiex).

De acordo com Marcello Prisco, vice-presidente da Abiex, a estimativa de que o setor perderá 10 mil vagas de empregos considera apenas a indústria, não inclui outras áreas como distribuição e revenda. "Isso é difícil calcular, por enquanto. Nesse primeiro momento a produção de extintores veiculares caiu 100%. Quando o setor se readequar, acreditamos que o mercado volte a demandar em torno de 10% a 20% do que demandava antes do fim da obrigatoriedade", analisa.

Prisco relata que o investimento no setor varia entre R$ 50 milhões e R$ 70 milhões para atender às demandas que surgiriam pela exigência dos extintores ABC a partir de 1º de outubro deste ano, caso a obrigatoriedade fosse mantida. "O número de empresas produtoras aumentou, porém, algumas nem sequer chegarão a operar", diz.

A situação gera, inclusive, desconfortos com o Contran. "Em agosto, um projeto de lei que acabava com a obrigatoriedade foi engavetado. Apresentamos estudos sobre a capacidade de produção da indústria e de repente eles lançaram essa determinação que a Abiex só foi descobrir pela internet", comenta. Agora, a entidade entrará com ações na Justiça para rever a decisão. "Se for para acabar com a obrigatoriedade, que façam da forma correta", diz.

O fim da obrigatoriedade dos extintores automotivos só não será mais prejudicial porque a maioria das empresas trabalha com linhas de produtos para outros segmentos como o industrial e o residencial, por exemplo. É o caso da Extin Fama, de São Caetano (SP), que prevê queda de um quarto nas vendas totais.

"Começamos a comprar os produtos para estocar e o valor estava alto por conta da mudança que o governo havia previsto, mas tivemos que devolver. Estou agora com apenas um caixa com cinco extintores", relata Tatiane Rodrigues, sócia proprietária da Extin Fama. Ainda que a situação diminua as vendas totais em 25%, a empresária informa que os fornecedores sofrerão mais. "Trabalhamos com uma empresa de Curitiba e o representante nos avisou que ele está praticamente desempregado. Aqui a gente ainda trabalha com extintores para indústrias e outros, que podem nos ajudar", diz.

A venda de extintores automotivos na Delta Extintores, de Diadema (SP), teve 100% de queda, segundo o gerente Silvano Menezes Braga. "Mas isso não nos afetará tanto quanto poderia, pois temos os extintores para indústrias e os serviços de manutenção", relata. Mudanças no movimento da loja serão sentidas. "Todo dia vinha gente procurando por extintor de carro, mas ainda bem que não dependemos só disso", diz em tom de alívio.

Fonte: Repórter Diário

Galeria

Nenhum comentário foi encontrado. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu Comentário


Novembro Azul - Prevenir-se é não ter medo

Assim como o mês de outubro é marcado pela cor rosa e coloca em pauta a prevenção ao câncer de mama, novembro é marcado pela cor azul e tem como foco o combate, conscientização e prevenção ao…

leia mais...
Junta Homocinética: Tudo o que você precisa saber para fazer a troca de maneira  correta

Quem está envolvido com o universo automotivo sabe que a invenção da junta homocinética foi uma enorme revolução para o mercado. A peça foi também uma das responsáveis pela popularização da…

leia mais...
Barros Autopeças realiza primeiro Arraiá para clientes

No dia 04 de agosto, a Barros Autopeças (filial Mogi Mirim) realizou seu primeiro Arraiá para clientes. A festa é uma adaptação, do tradicional Arraiá da Lauto que, por sua vez, está na 4° edição.…

leia mais...
Uma Páscoa para ser lembrada: Barros Autopeças faz a diferença para pessoas carentes

A Páscoa pode ser considerada o feriado favorito dos chocólatras, mas além de ser uma excelente desculpa para fugir da dieta, também pode ser utilizada para praticar a solidariedade. Na última semana,…

leia mais...
Comentários Recentes

Trabalhe Conosco

Com o seu talento e competência
como combustíveis, você vai ajudar
a guiar uma empresa sólida e
ambiente de trabalho profissional.
Faça parte da nossa equipe.

Eu quero

Quero ser Cliente

Venha ser um cliente Barros Autopeças
e ter a disposição um dos portfólios
de peças mais completos do país,
promoções exclusivas e uma equipe
pronta à ajudá-lo no que for preciso.

Eu quero
scroll up