> <

Ministro da Indústria recebe de representantes do setor automotivo proposta de renovação da frota

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, se reuniu, nesta quarta-feira, com representantes da Coalizão Empresarial, formado por 19 entidades que representam a indústria e os trabalhadores do setor automotivo. O grupo entregou ao ministro a proposta do Programa de Sustentabilidade Veicular, que prevê a renovação da frota e o incentivo à cadeia de reciclagem de autopeças.

Marcos Pereira reiterou que o governo federal está empenhado em garantir a retomada do crescimento econômico, com o consequente aumento do número de postos de trabalho e da renda. “O Brasil tem pressa para voltar a crescer e o melhor programa social para o país, atualmente, é a geração de empregos”, disse o ministro.

A proposta de renovação da frota veicular, que já vem sendo debatida há mais de três anos, tem como objetivo promover a sustentabilidade de frota de veículos em circulação no Brasil, além de apoiar o setor automotivo, que, de acordo representantes da Coalizão Empresarial, representa a maior cadeia produtiva do país, com 10% do PIB e mais de cinco milhões de empregos.

Segundo Antônio Carlos Megale, presidente da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), a proposta entregue a Marcos Pereira nesta quarta-feira, além de incentivar a renovação da frota, estimulará a sustentabilidade da cadeia produtiva, com maior estímulo à indústria de reciclagem de autopeças, à redução da emissão de gases poluentes produzida por veículos antigos e à segurança no trânsito.

Para Megale, o desenvolvimento do setor automotivo também contribuirá diretamente para o crescimento econômico do país. “O Programa de Sustentabilidade Veicular pode ser um dos vetores da retomada do crescimento do Brasil. Nosso setor tem potencial para alavancar a economia brasileira”, disse o presidente da Anfavea. 

Na avaliação de José Roberto, representante do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, o Programa de Sustentabilidade Veicular deve qualificar a mão-de-obra brasileira e incentivar a geração de empregos no país. “No nosso entendimento, isso será fundamental para o sucesso do Programa. Devemos estar atento a essas questões ou continuaremos importando em grande quantidade, o que corta o número de postos de trabalho no Brasil”, afirmou.

Fonte: Jornal Brasil Peças

Galeria

Nenhum comentário foi encontrado. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu Comentário


Saiba mais sobre o portfólio e a marca própria da Barros Autopeças

A história da Barros Autopeças começou em 1956 num pequeno posto de gasolina com a venda de combustível e lubrificantes. Mais tarde em 1970 iniciou uma nova etapa para a empresa. Com o crescimento…

leia mais...
A Curva ABC e sua importância
A Curva ABC e sua importância
29 de março de 2021

Você com certeza já deve ter ouvido falar na Curva ABC, ela é muito utilizada com a finalidade de gerenciar as prioridades de uma empresa, ou seja, funciona como um método de classificação que permite…

leia mais...
Mulheres à Frente das Oficinas e da Indústria Aftermarket de Peças

A matéria a seguir é uma reprodução do site Canal da Peça que sofreu algumas mudanças, o link original você encontra no final do texto.Reparadoras, gerentes e diretoras, as mulheres possuem garra,…

leia mais...
KPI entenda mais sobre essa ferramenta de gestão

O KPI (Key Performance Indicator) é um indicador que pode auxiliar a empresa a ter sucesso. A ferramenta permite um acompanhamento do desempenho de pontos importantes para o negócio, departamento ou…

leia mais...
Comentários Recentes

Trabalhe Conosco

Com o seu talento e competência
como combustíveis, você vai ajudar
a guiar uma empresa sólida e
ambiente de trabalho profissional.
Faça parte da nossa equipe.

Eu quero

Quero ser Cliente

Venha ser um cliente Barros Autopeças
e ter a disposição um dos portfólios
de peças mais completos do país,
promoções exclusivas e uma equipe
pronta à ajudá-lo no que for preciso.

Eu quero
scroll up