> <

Os menores custos para se manter um carro no Brasil

Avaliamos os gastos projetados para um ano de 45 carros campeões de venda em cinco categorias: hatches 1.0, sedãs compactos, sedãs médios, sedãs de luxo e SUVs. Escolha o seu

por Péricles Malheiros e Ulisses Cavalcante • 16/11/2015 às 14:07 • Atualizado em 18/11/2015 às 20:09

Este não é um comparativo convencional, repleto de considerações sobre espaço, equipamentos ou dirigibilidade. A conversa aqui é matemática, preto no branco. Afinal, o Brasil está em crise e, para muitos, é hora de fazer compras colocando o lado racional sobre o emocional. Separamos as cinco categorias mais quentes do mercado e, dentro delas, os modelos mais vendidos. Em seguida, simulando uma rodagem de 15 000 km em um ano, preparamos uma análise profunda para saber - e, claro, contar para você - quais dos 45 modelos contemplados menos exigirão do bolso de seu proprietário mensalmente.

Entenda como foi calculado cada item desta análise:Gasto com combustível

Com base nos consumos urbano e rodoviário extraídos de nossos testes, e simulando uma rodagem de 15 000 km, aplicamos a proporção de 70% de circulação na cidade e 30% em estrada. Os valores finais foram obtidos tomando por base o litro da gasolina a R$ 3,03.

Manutenção

Dentro do plano estabelecido pela fábrica, computamos os valores das revisões previstas dentro dos mesmos 15 000 km que o brasileiro roda, em média, por ano.

Seguro

Todas as cotações foram fornecidas pela corretora on-line de seguros, Segurar.com, de acordo com o perfil QUATRO RODAS (homem casado, 35 anos, sem filhos, de São Paulo, com residência no CEP 05428-070 e trabalho no CEP 04437-020.

Documentação

Foi considerado o valor integral de IPVA e taxas de primeiro registro, seguro obrigatório e par de placas em São Paulo.

O EcoSport explorou o mercado por quase dez anos sem ser incomodado. Hoje, há pelo menos cinco rivais disputando o mesmo bolso (Jeep Renegade,Peugeot 2008, Renault Duster, Lifan X60 e Jac T6). Mas, quando se fala em custo de uso, o Ford continua à frente. O veterano tem o seguro mais barato do mercado e também o melhor valor de revenda - qualidade que vale a menção, embora não tenha sido levada em conta em nossos cálculos, pois a concorrência é nova e não há dados disponíveis para a comparação.

Entre os rivais com câmbio automático, o Eco é o mais barato no ato da compra. A versão SE Direct AT parte de R$ 68 690. E o preço inferior na etiqueta leva a gastos menores com impostos. O modelo também ficou na dianteira quando se fala em consumo, com os melhores indicadores na cidade e na estrada. São 11,1 e 14,2 km/l nesses ciclos. O crédito para essa vantagem é o casamento do motor 1.6 com a transmissão automatizada de dupla embreagem. Para manter a atratividade, a Ford reduziu os preços de todas as versões disponíveis, oficializando os descontos oferecidos na rede. Sem pedal para acionar a embreagem, o Eco automatizado ganhou em eficiência: é até mais econômico que a configuração manual com mesmo motor. Além disso, a Ford aproveitou a estreia da dupla para apimentar a potência: subiu de 115 para 131 cv.

Três fatores foram decisivos ao Eco: custo de aquisição, consumo baixo e seguro. Com preço de tabela menor, o proprietário gasta menos com IPVA. E a transmissão automatizada fez bem ao consumo: rodando 15 000 km por ano, são R$ 3 826. Um Duster 2.0 automático torra R$ 4 874 nos mesmos critérios. Porém, a Ford maltrata o bolso na hora da revisão. Entre os rivais analisados (2008, HR-V, Renegade e Duster), é o mais caro da categoria (R$ 544).

CUSTO/MÊS

R$ 792,28 PREÇO R$ 68 690 REVISÃO R$ 544 SEGURO R$ 2 179,09 IMPOSTOSR$ 3 090 CONSUMO Urbano 11,1 km/l Rodoviário 14,2 km/l Custo anual R$ 3 826

2º - Peugeot 2008 1.6 3º - Honda HR-V LX 1.8

| Crédito: QUATRO RODAS
| Crédito: QUATRO RODAS

CUSTO/MÊS: R$ 811,67 CUSTO/MÊS: R$ 835,51 PREÇO: 70 890 PREÇO: R$ 77 400

HATCHES COMPACTOS 1º - Volkswagen Take Up! 1.0

| Crédito: QUATRO RODAS

Vitória fácil do VW Up! entre os hatches 1.0. E em decorrência, principalmente, do baixo consumo de combustível - item que, aliás, é prioridade de quem compra um carro 1.0. Outro gasto reduzido que ajudou o Volkswagen a sair campeão deste confronto de vida após a compra é o seguro: R$ 1 325, de acordo com a Segurar.com. O custo da apólice do Up! só não é mais barato do que a do Chevrolet Onix (R$ 1 298). Por que, então, o rival da Chevrolet não subiu ao pódio dos hatches 1.0? Por que ele bebe muito. Exatos R$ 3 915 para abastecer o tanque e andar 15 000 km, considerando 70% da rodagem em ambiente urbano e 30% na estrada. Abastecer o vencedor Up! para rodar nas mesmas condições custa R$ 917 a menos, uma diferença de 23,4%. Nem o Fox, que compartilha motor e câmbio com o Up!, teve chance contra o líder, mas estacionou em uma honrosa terceira posição no pódio da categoria. Entre os Volkswagen, enfiou-se o Renault Sandero, com custo mensal de R$ 598,85 - o do Up! ficou em 512,29. A bem da verdade, Fox e Sandero apresentaram um empate técnico, uma vez que o Fox cobra uma conta mensal de R$ 599,15.

Os velhos conhecidos do brasileiro, Gol e Palio (este, nas gerações antiga e atual) sofrem com o alto preço do seguro. De acordo com a Segurar.com, os três têm apólice acima dos R$ 2 000 (Palio Fire, R$ 2 205; Gol Special, R$ 2 352 e Novo Palio Attractive, R$ 2 410).

Na hora de manutenção, ponto negativo para a Ford, que prejudicou o Ka no comparativo com o seu novo plano de revisões, estabelecido no início de 2015, com uma parada extra aos 5 000 km. Ou seja, para rodar os 15 000 km propostos por este comparativo, o dono do Ka precisaria encarar duas paradas a um custo de R$ 488, disparado, o mais alto de todos. Já o proprietário de um HB20 investiria apenas R$ 160.

CUSTO/MÊS

R$ 512,29 PREÇO R$ 33 590 REVISÃO R$ 236 SEGURO R$ 1 325 IMPOSTOS R$ 1 674 CONSUMO Urbano 14,2 km/l Rodoviário 18 km/l Custo anual R$ 2 998

2º - Renault Sandero 1.0 3º - Volkswagen Fox 1.0

| Crédito: QUATRO RODAS
| Crédito: QUATRO RODAS

CUSTO/MÊS: R$ 598,85 CUSTO/MÊS: R$ 599,15 PREÇO: R$ 38 950 PREÇO: R$ 43 820

SEDÃS COMPACTOS 1º - Etios Sedan 1.5 X

| Crédito: QUATRO RODAS

Com exatos R$ 612,39 de custo mensal, o Toyota Etios abriu larga vantagem para o outro japonês convocado para o embate, o Versa 1.6 SV, com R$ 635,16. Mas, para este, o segundo lugar não foi fácil: com um gasto mensal projetado de R$ 636,94, o Ka+ chegou colado no vácuo do Versa. Assim como ocorreu com o Ka hatch, o novo plano de manutenção estabelecido pela Ford no início de 2015, com uma parada extra aos 5 000 km, prejudicou também a versão três volumes do Ka. Tivesse ele apenas uma parada programada ou o valor médio de manutenção dos rivais, o Ka+ sairia deste comparativo não somente à frente do Versa, mas bem mais próximo do líder Etios.

Se com contratação de seguro (R$ 1 786) e pagamento de impostos (R$ 2 150), o campeão Toyota Etios Sedan coleciona valores intermediários em relação aos dos rivais, em gastos com combustível e com manutenção o japonês é imbatível. Com o menor consumo de gasolina tanto na cidade (12,5 km/l) como na estrada (16,8 kml), o Etios é o que pede menos dinheiro no posto: R$ 3 357, ou 13,2% abaixo dos R$ 3 867 referentes à média da concorrência. Na hora da revisão, o Etios só dá alegria ao seu dono: são apenas R$ 158 - 67,6% menos que o Ka+, o mais caro de manter, e 39,7% menos que a média dos rivais. E adicione aí o atendimento campeão da rede Toyota, como mostra a pesquisa Os Eleitos, realizada com proprietários dos modelos avaliados.

Volkswagen Voyage e os Fiat Siena e Grand Siena saem do comparativo de custo de vida após a compra como detentores das apólices de seguro mais altas, todas acima de R$ 2 000: respectivamente, R$ 2 285, R$ 2 308 e R$ 2 429. No extremo oposto, Ford Ka+ e os Chevrolet Cobalt e Prisma ostentam as coberturas mais em conta: na ordem, R$ 1 570, R$ 1 592 e R$ 1 710.

CUSTO/MÊS

R$ 612,39 PREÇO R$ 46 390 REVISÃO R$ 158 SEGURO R$ 1 786 IMPOSTOS R$ 2 150 CONSUMO Urbano 12,5 km/l Rodoviário 16,8 km/l Custo anual R$ 3 357

2º - Nissan Versa SV 1.6 3º - Ford Ka+ SE 1.5

| Crédito: QUATRO RODAS
| Crédito: QUATRO RODAS

CUSTO/MÊS: R$ 635,16 CUSTO/MÊS: R$ 636,94 PREÇO: R$ 47 490 PREÇO: R$ 46 690

SEDÃS MÉDIOS 1º - Honda City EX 1.5

| Crédito: QUATRO RODAS

Entre os sedãs médios, não há outro que seja mais maneiro com o bolso do que o Honda City. Claro, há carros maiores por preço semelhante. Mas, lembre-se: a palavra de ordem é conter gastos. Então, quando o Honda é comparado com Corolla, Sentra, Civic, Cruze ou Focus, nenhum oferece tanto por tão pouco.

Ele é 7 cm menor que o Civic no comprimento (445,5 cm) e tem 24 cv a menos. Seu motor 1.5 tem 116/115 cv ante 140/139 do Civic LXS 1.8. E quer saber? Não fez diferença na pista.

Na prova de 0 a 100 km/h, ambos marcaram 11,7 segundos. Agora responda rápido: qual tem o maior porta-malas? Se você apostou no Civic, perdeu. O bagageiro do City comporta 536 litros. E 449 no caso do arquirrival do Corolla.

Tem mais: o vencedor desse tira-teima de custos vem de fábrica equipado até o teto. O City EX custa R$ 69 990 e dá com os dentes na versão mais barata do Toyota, a GLi 1.8 (R$ 69 990) equipada com câmbio CVT - configuração que não tem rádio, rodas de liga ou sensores de estacionamento entre os itens de série. O Honda tem isso tudo, mais sistema multimídia com câmera de ré, rodas de liga-leve, ar-condicionado digital e controle de cruzeiro.

Mas vamos manter o pensamento nos custos: o City faz 12,5 e 16,7 km/l, na cidade e estrada. O Corolla, 11 e 14,7. E é a diferença nos gastos com combustível que separa os dois, já que praticamente se equivalem em revisão, seguro e IPVA. Também são parelhos no pós-venda, pois ambas as marcas tratam bem o cliente.

A matemática mostra que a Honda não bagunça o orçamento no dia a dia e na hora da revisão. O Civic até poderia aparecer em terceiro, pois está tecnicamente empatado com o Sentra. O custo diário de uso do Nissan ficou em R$ 27,84, apenas R$ 0,06 a menos que o Civic.

CUSTO/MÊS

R$ 731,94 PREÇO R$ 69 990 REVISÃO R$ 228 SEGURO R$ 2 137,77 IMPOSTOSR$ 3 178 CONSUMO Urbano 12,5 km/l Rodoviário 16,7 km/l Custo anual R$ 3 362

2º - Toyota Corolla GLi 1.8 3º - Nissan Sentra SV 2.0

| Crédito: QUATRO RODAS
| Crédito: QUATRO RODAS

CUSTO/MÊS: R$ 773,59 CUSTO/MÊS: R$ 835,08 PREÇO: R$ 69 990 PREÇO: R$ 75 990

SEDÃS DE LUXO 1º - Mercedes-Benz C 180

| Crédito: QUATRO RODAS

O Mercedes Classe C trata bem seus passageiros e é atencioso com o motorista. Mas tem outra qualidade bem-vinda: é gentil com o bolso do dono. Seu custo de uso é equivalente ao de modelos que valem até R$ 50 000 a menos, como o A3 Sedan. O Audi (agora nacional) parte de R$ 99 990 e tem motor menor (1.4). As versões de base do Classe C custam a partir de R$ 119 900 e utilizam um motor 1.6 de 156 cv.

Em consumo, a Mercedes leva a melhor: rodando 15 000 km por ano, o proprietário de um Classe C irá gastar R$ 174 a menos que o comprador do Audi. E se ambos os carros forem usados só na estrada, a economia será maior. Enquanto o C 180 faz 17,8 km/l em uso rodoviário, o sedã das argolas marca 16,8. Porém, os números levam em consideração o A3 alemão. QUATRO RODAS já testou o carro nacionalizado e os resultados foram piores (11,7 e 16,4 km/l, na cidade e estrada).

A rigor, os dois não deveriam ser concorrentes, pois o rival direto do A3 Sedan seria o CLA. No entanto, o Classe C vende mais e, dependendo da versão, pode custar menos que o Audi. Se levássemos em conta o CLA Urban, a distância de custos aumentaria mais. Enquanto gasta-se R$ 43,75 por dia para ter um A3 na garagem, o dono de um CLA gastaria R$ 41,20.

A mãe Mercedes é carinhosa no posto, mas dá chineladas na hora da revisão. Na concessionária, pede R$ 850. Quase o dobro da revisão de 10 000 km do A3 Sedan (R$ 435,94). O que pegou para a Audi foi o seguro: R$ 7 857,08. Bem superior aos R$ 5 796,56 do Classe C, considerando o mesmo perfil. Se você for casado e tiver filhos, talvez consiga uma apólice mais barata. E isso pode inverter o resultado. Nesse caso, é o valor de compra que determina a melhor opção.

CUSTO/MÊS

R$ 1 316,39 PREÇO R$ 142 900 REVISÃO R$ 850 SEGURO R$ 5 796,56IMPOSTOS R$ 6 058 CONSUMO Urbano 12,5 km/l Rodoviário 17,8 km/l Custo anual R$ 3 311

2º - Audi A3 Sedan 1.43º - Volvo S60

| Crédito: QUATRO RODAS
| Crédito: QUATRO RODAS

CUSTO/MÊS: R$ 1 325,59 CUSTO/MÊS: 1 365,43 PREÇO: R$ 99 090 PREÇO: R$ 149 950

Fonte: http://quatrorodas.abril.com.br/materia/menor-custo-brasil-921720

 

Galeria

Nenhum comentário foi encontrado. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu Comentário


Novembro Azul - Prevenir-se é não ter medo

Assim como o mês de outubro é marcado pela cor rosa e coloca em pauta a prevenção ao câncer de mama, novembro é marcado pela cor azul e tem como foco o combate, conscientização e prevenção ao…

leia mais...
Junta Homocinética: Tudo o que você precisa saber para fazer a troca de maneira  correta

Quem está envolvido com o universo automotivo sabe que a invenção da junta homocinética foi uma enorme revolução para o mercado. A peça foi também uma das responsáveis pela popularização da…

leia mais...
Barros Autopeças realiza primeiro Arraiá para clientes

No dia 04 de agosto, a Barros Autopeças (filial Mogi Mirim) realizou seu primeiro Arraiá para clientes. A festa é uma adaptação, do tradicional Arraiá da Lauto que, por sua vez, está na 4° edição.…

leia mais...
Uma Páscoa para ser lembrada: Barros Autopeças faz a diferença para pessoas carentes

A Páscoa pode ser considerada o feriado favorito dos chocólatras, mas além de ser uma excelente desculpa para fugir da dieta, também pode ser utilizada para praticar a solidariedade. Na última semana,…

leia mais...
Comentários Recentes

Trabalhe Conosco

Com o seu talento e competência
como combustíveis, você vai ajudar
a guiar uma empresa sólida e
ambiente de trabalho profissional.
Faça parte da nossa equipe.

Eu quero

Quero ser Cliente

Venha ser um cliente Barros Autopeças
e ter a disposição um dos portfólios
de peças mais completos do país,
promoções exclusivas e uma equipe
pronta à ajudá-lo no que for preciso.

Eu quero
scroll up