> <

Produção de veículos diminui e estoques sobem

A indústria brasileira fechou o primeiro trimestre de 2016 com queda importante na produção de veículos. Com 482,2 mil unidades entre leves e pesados, houve baixa de 27,8% na comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados foram divulgados pela Anfavea em Abril.
O resultado frustra as expectativas da entidade, que esperava que o mês de março trouxesse algum nível de recuperação das vendas de veículos com impacto positivo sobre a produção, o que não aconteceu. “Este é o pior resultado para o primeiro trimestre desde 2003”, declarou Luiz Moan em sua última coletiva de imprensa como presidente da Anfavea. Em 25 de abril ele passa o bastão para Antonio Megale, diretor de relações governamentais da Volkswagen Brasil.
Apenas em março foram fabricados 195,2 mil carros no Brasil, volume 23,7% inferior ao registrado em igual mês de 2015. Na comparação com fevereiro o resultado mostra expansão de 42,6%. A alta, no entanto, acontece sobre base de comparação extremamente baixa, já que as montadoras aproveitaram o carnaval para fazer paradas mais longas na produção.
No trimestre novamente o setor de veículos pesados puxou o resultado para baixo. Desta vez a maior contração aconteceu na produção de ônibus, que encolheu 43,5% para apenas 4,3 mil chassis. Com 15,1 mil unidades, o segmento de caminhões diminuiu 35,2%. Já a fabricação de veículos leves diminuiu 27,3% para 403,5 mil automóveis e 59,2 mil comerciais leves

PRODUÇÃO CAI, ESTOQUES SOBEM

Mesmo com a baixa na produção de veículos de janeiro a março, os estoques permanecem elevados. Em março o volume de carros armazenados cresceu 5,1% e chegou a 259 mil unidades. O volume corresponde a 43 dias de vendas. “É um patamar muito difícil e alto para o segmento”, lamenta Moan. Segundo ele, as expectativas da Anfavea indicavam justamente a acomodação dos estoques em nível mais baixo no primeiro trimestre do ano. Como a perspectiva não se concretizou, a indústria vai arrastar o problema para os próximos meses.
Sem melhora da média diária de vendas, será difícil resolver a situação. Moan lembra que, no primeiro trimestre, a utilização da capacidade produtiva segue muito baixa e fica em apenas 18% no setor de veículos pesados. A indústria mantém grande número de trabalhadores com jornada de trabalho reduzida. Segundo a Anfavea, há 30,5 mil pessoas afastadas por meio do Programa de Proteção ao Emprego (PPE). Outros 8,2 mil colaboradores estão em regime de layoff, a suspensão temporária dos contratos de trabalho.
O quadro de funcionários das fábricas de veículos também encolheu e ficou em 128,4 mil pessoas em março, com diminuição de 8,8% sobre o mesmo mês do ano passado. Os dados indicam que o nível de emprego nas montadoras caiu ao patamar de 2010. “Isso mostra o esforço da indústria para manter os seus trabalhadores. A produção caiu ao nível de 2003, mas mantemos o número de colaboradores em patamar mais atual”, destaca Moan.
Apesar da baixa, o executivo sustenta a projeção de que a indústria fará este ano 2,4 milhões de veículos, com leve crescimento de 0,5% na comparação com o resultado de 2015. “Tivemos apenas um mês fora das nossas expectativas, então ainda é cedo para fazer uma revisão.”

Fonte: Automotive Business

Galeria

Nenhum comentário foi encontrado. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu Comentário


Conheça mais sobre a marca que vai te fazer avançar

O suporte da barra tensora, ou como é conhecida popularmente, morceguinho, tem como função absorver o impacto e vibrações provocadas pelas solicitações da suspensão em curvas. Quando essa…

leia mais...
20 de novembro Dia da Consciência Negra  

O termo consciência negra, veio para enfatizar  a luta do povo preto, ganhando notoriedade na década de 1970 no Brasil, justamente em razão da luta de movimentos sociais que atuavam pela igualdade…

leia mais...
Dicas para uma boa administração no setor de logística  

O que é logística empresarial? A logística empresarial é um processo de planejamento, implementação e controle econômico do fluxo de produção e armazenamento de insumos,…

leia mais...
Lançamento marca própria: Advance Autoparts

A MarcaCom o objetivo de entregar mais qualidade e inovação para os clientes, o grupo Barros Autopeças  lançou sua marca própria. Por isso, é com muito orgulho e satisfação que a empresa…

leia mais...
Comentários Recentes

Trabalhe Conosco

Com o seu talento e competência
como combustíveis, você vai ajudar
a guiar uma empresa sólida e
ambiente de trabalho profissional.
Faça parte da nossa equipe.

Eu quero

Quero ser Cliente

Venha ser um cliente Barros Autopeças
e ter a disposição um dos portfólios
de peças mais completos do país,
promoções exclusivas e uma equipe
pronta à ajudá-lo no que for preciso.

Eu quero
scroll up