> <

Qual a diferença entre câmbio automático e automatizado de dupla embreagem?

Quais as diferenças entre câmbio automático e automatizado de dupla embreagem? Quais as vantagens e desvantagens de cada um? - Rosival Messias Neto, por email.

O câmbio é um dos elementos da transmissão. Ele fica entre o motor e as rodas, conectando-se ao primeiro via embreagem (manual e automatizado) ou conversor de torque (automático) e às rodas por meio de eixos e do diferencial. Sua função é permitir que o carro trafegue em diversas condições, como em subidas ou diferentes velocidades.

 

 

Automático

Faz as trocas de forma autônoma usando como parâmetros a carga, posição do acelerador e velocidade do veículo. Ele difere do câmbio manual nas engrenagens (planetárias) e também no modo de acoplamento com o motor. No lugar da embreagem, o automático usa um conversor de torque, um dispositivo hidráulico que transmite a força do motor para o câmbio de acordo com a pressão em seu interior.

É um sistema mais maduro que o automatizado de dupla embreagem, e costuma apresentar menos problemas. Quando há uma quebra, porém, o conserto pode ser complexo e caro - algumas marcas terceirizam a assistência de suas caixas automáticas, e simplesmente substituem o componente quando ele apresenta alguma avaria, ao invés de repará-lo.

Automatizado com embreagem dupla

É uma caixa manual, que se diferencia pela adição de um sistema elétrico ou eletro-hidráulico no comando. O acionamento da embreagem e a seleção das marchas são realizados por atuadores, sem a intervenção do motorista. Como o nome diz, este tipo de câmbio possui duas embreagens: uma responde pelas marchas ímpares, outra pelas pares. Dessa forma, ele consegue trocar as relações sem nunca interromper a transmissão da força gerada pelo motor, como acontece no câmbio manual e no automatizado convencional.

Câmbio S tronic automatizado de dupla embreagem

Câmbio S tronic automatizado de dupla embreagem | Crédito: Divulgação

As transmissões de dupla embreagem oferecem trocas mais rápidas e menor consumo de combustível que os automáticos convencionais. Porém, é um sistema mais caro, e ainda sofre com algums problemas de confiabilidade - no Brasil, tanto o Powershift da Ford quanto o DSG da VW foram alvos de reclamações de consumidores.

Fonte: http://quatrorodas.abril.com.br/materia/quais-as-diferencas-entre-cambio-automatico-e-automatizado-de-dupla-embreagem

Galeria

Nenhum comentário foi encontrado. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu Comentário


Tipos de Pastilhas do Mercado
Tipos de Pastilhas do Mercado
20 de maio de 2022

Tipos de pastilhas do mercadoPara ser um bom especialista no mercado automotivo, seja um vendedor ou mecânico, não basta apenas entender o que é determinada peça! Para prover um bom serviço para…

leia mais...
4 dicas para ter uma boa saúde financeira de seu negócio

A gestão da saúde financeira de um negócio é uma das coisas mais importantes para o seu progresso. Porém, a maioria das pessoas que possuem seu próprio negócio não entendem a importância de manter…

leia mais...
Importância do conhecimento técnico do produto

O mundo está cada vez mais tecnológico e no mundo automotivo isso não é diferente. Cada vez mais a tecnologia avançada está presente nos automóveis e isso exige do profissional de vendas amplos…

leia mais...
Lançamento Advance: Fluido para Radiadores

A Barros Autopeças leva muito a sério a inovação e crescimento de sua marca própria. O intuito de avançar sempre com seus clientes e trazer qualidade e competitividade para…

leia mais...
Comentários Recentes

Trabalhe Conosco

Com o seu talento e competência
como combustíveis, você vai ajudar
a guiar uma empresa sólida e
ambiente de trabalho profissional.
Faça parte da nossa equipe.

Eu quero

Quero ser Cliente

Venha ser um cliente Barros Autopeças
e ter a disposição um dos portfólios
de peças mais completos do país,
promoções exclusivas e uma equipe
pronta à ajudá-lo no que for preciso.

Eu quero
scroll up