> <

Qual a diferença entre câmbio automático e automatizado de dupla embreagem?

Quais as diferenças entre câmbio automático e automatizado de dupla embreagem? Quais as vantagens e desvantagens de cada um? - Rosival Messias Neto, por email.

O câmbio é um dos elementos da transmissão. Ele fica entre o motor e as rodas, conectando-se ao primeiro via embreagem (manual e automatizado) ou conversor de torque (automático) e às rodas por meio de eixos e do diferencial. Sua função é permitir que o carro trafegue em diversas condições, como em subidas ou diferentes velocidades.

 

 

Automático

Faz as trocas de forma autônoma usando como parâmetros a carga, posição do acelerador e velocidade do veículo. Ele difere do câmbio manual nas engrenagens (planetárias) e também no modo de acoplamento com o motor. No lugar da embreagem, o automático usa um conversor de torque, um dispositivo hidráulico que transmite a força do motor para o câmbio de acordo com a pressão em seu interior.

É um sistema mais maduro que o automatizado de dupla embreagem, e costuma apresentar menos problemas. Quando há uma quebra, porém, o conserto pode ser complexo e caro - algumas marcas terceirizam a assistência de suas caixas automáticas, e simplesmente substituem o componente quando ele apresenta alguma avaria, ao invés de repará-lo.

Automatizado com embreagem dupla

É uma caixa manual, que se diferencia pela adição de um sistema elétrico ou eletro-hidráulico no comando. O acionamento da embreagem e a seleção das marchas são realizados por atuadores, sem a intervenção do motorista. Como o nome diz, este tipo de câmbio possui duas embreagens: uma responde pelas marchas ímpares, outra pelas pares. Dessa forma, ele consegue trocar as relações sem nunca interromper a transmissão da força gerada pelo motor, como acontece no câmbio manual e no automatizado convencional.

Câmbio S tronic automatizado de dupla embreagem

Câmbio S tronic automatizado de dupla embreagem | Crédito: Divulgação

As transmissões de dupla embreagem oferecem trocas mais rápidas e menor consumo de combustível que os automáticos convencionais. Porém, é um sistema mais caro, e ainda sofre com algums problemas de confiabilidade - no Brasil, tanto o Powershift da Ford quanto o DSG da VW foram alvos de reclamações de consumidores.

Fonte: http://quatrorodas.abril.com.br/materia/quais-as-diferencas-entre-cambio-automatico-e-automatizado-de-dupla-embreagem

Galeria

Nenhum comentário foi encontrado. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu Comentário


Uma Páscoa para ser lembrada: Barros Autopeças faz a diferença para pessoas carentes

A Páscoa pode ser considerada o feriado favorito dos chocólatras, mas além de ser uma excelente desculpa para fugir da dieta, também pode ser utilizada para praticar a solidariedade. Na última semana,…

leia mais...
Passo a passo: teste de sistema de injeção eletrônica

 A injeção eletrônica serve para melhorar o funcionamento do carro, diminuindo a emissão de poluentes e contribuindo para que o combustível seja mais bem utilizado. No entanto, é preciso testar…

leia mais...
Alemanha autoriza cidades a proibir carros a diesel

Por William BostonUma corte da Alemanha decretou ontem a morte de certos carros movidos a diesel, num golpe para a importante indústria automobilística do país, que agora será forçada a gastar bilhões…

leia mais...
Bom ambiente mantém saúde do balconista e aumenta produtividade!

De acordo com especialista, cultura de humanização e a compreensão das subjetividades não se opõem à busca pelo lucro. Às vésperas do Dia do Balconista de Autopeças, o Novo Varejo foi em…

leia mais...
Comentários Recentes

Trabalhe Conosco

Com o seu talento e competência
como combustíveis, você vai ajudar
a guiar uma empresa sólida e
ambiente de trabalho profissional.
Faça parte da nossa equipe.

Eu quero

Quero ser Cliente

Venha ser um cliente Barros Autopeças
e ter a disposição um dos portfólios
de peças mais completos do país,
promoções exclusivas e uma equipe
pronta à ajudá-lo no que for preciso.

Eu quero
scroll up