> <

Sinal aberto para o Programa Rota 2030

Programa do Governo Federal, sucessor do Inovar-Auto, terá duração de 13 anos.

 

No mês de abril, o governo federal convocou líderes do mercado automotivo para dar início ao novo programa, Rota 2030, que irá substituir o Inovar-Auto, que termina em dezembro deste ano.

O Rota 2030, pretende fixar metas para as fabricantes de veículos e autopeças, com a visão de recolocar o Brasil como um dos maiores mercados de veículos no mundo, em um prazo de 13 anos.

Em comunicado  o secretário de desenvolvimento e competitividade industrial, Igor Calvet, diz: "A ideia da Rota 2030 é planejar a política industrial para além dos ciclos políticos normais de quatro em quatro anos. As decisões empresariais, em geral, são tomadas em ciclos mais longos”.

Entre as propostas do programa, a que chama mais a atenção  é a mudança no sistema de imposto sobre produtos industrializados (IPI). Hoje as categorias dos impostos são definidas pela capacidade volumétrica do motor – um 1.0 paga menos imposto que um 2.0. Na nova proposta, a eficiência energética pode se tornar o principal critério de divisão. E isso deve favorecer os modelos mais econômicos, especialmente híbridos e elétricos.

O Rota 2030 também pretende incentivar a indústria de autopeças com o plano Indústria Competitiva. A intenção é qualificar os fabricantes, visando sanar os problemas existentes na atual cadeia de fornecedores, estimular a entrada de novas empresas e atuar juntamente com as montadoras na busca de novas soluções tecnológicas.

O desafio é grande: fazer ofensiva global para garantir que o Brasil chegue a 2030 com nível tecnológico equivalente ao oferecido pela indústria de países maduros. As ambições incluem ainda a integração do Brasil como polo de produção e exportação na cadeia global de suprimentos, com competitividade para fazer os principais sistemas automotivos e capacidade para liderar o desenvolvimento de projetos globais. 

A proposta é desenhar corretamente o funcionamento do programa, para no dia 30 de agosto anunciar como o mesmo funcionará.

Fontes: Automotive Business e Revista Quatro Rodas

Galeria

Nenhum comentário foi encontrado. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu Comentário


Big Data é tendência no mercado corporativo

Nos últimos anos o Big Data se tornou uma das grandes tendências no mercado corporativo, principalmente  pelo atual cenário digital. O meio exige que os profissionais tenham um conhecimento técnico…

leia mais...
Barros Autopeças realiza sua primeira live

Ontem (22 de abril), aconteceu a primeira live da Barros Autopeças via Instagram (@barrosapocial). O intuito da live foi apresentar o programa de solução de pagamentos Alpe, parceira da Barros há…

leia mais...
Saiba mais sobre o portfólio e a marca própria da Barros Autopeças

A história da Barros Autopeças começou em 1956 num pequeno posto de gasolina com a venda de combustível e lubrificantes. Mais tarde em 1970 iniciou uma nova etapa para a empresa. Com o crescimento…

leia mais...
A Curva ABC e sua importância
A Curva ABC e sua importância
29 de março de 2021

Você com certeza já deve ter ouvido falar na Curva ABC, ela é muito utilizada com a finalidade de gerenciar as prioridades de uma empresa, ou seja, funciona como um método de classificação que permite…

leia mais...
Comentários Recentes

Trabalhe Conosco

Com o seu talento e competência
como combustíveis, você vai ajudar
a guiar uma empresa sólida e
ambiente de trabalho profissional.
Faça parte da nossa equipe.

Eu quero

Quero ser Cliente

Venha ser um cliente Barros Autopeças
e ter a disposição um dos portfólios
de peças mais completos do país,
promoções exclusivas e uma equipe
pronta à ajudá-lo no que for preciso.

Eu quero
scroll up