> <

Entenda mais sobre iluminação automotiva!

O sistema de iluminação do carro é constituído por luzes e dispositivos de sinalização montados ou integrados às várias partes de um veículo motorizado, que inclui frente, laterais, traseira e, em alguns casos, a parte superior, como nos veículos de segurança pública, por exemplo.

Seu objetivo é simples: proporcionar máxima qualidade para que o motorista dirija de forma mais segura possível, já que é esse sistema que permite que outros motoristas e pedestres observem a presença do veículo, a posição, o tamanho e a direção de deslocamento. Vamos entender um pouco mais sobre suas particularidades?

Cor da Luz Emitida: Quanto à luz emitida o sistema de iluminação do carro deve seguir padronizações oficiais. Em geral, mas com algumas exceções regionais, lâmpadas voltadas para trás devem emitir luz vermelha, enquanto que as frontais precisam de tonalidade branca, âmbar ou amarela. Não há outras cores permitidas, exceto em veículos de emergência.

Lanternas Traseiras: Produz tom vermelho e combina com as luzes de freio do veículo. Tipos LED são escolhas preferidas!

Luzes traseiras têm maior aspecto brilhante, ativadas quando o motorista aplica os freios do veículo. Devem ser instaladas em múltiplos de dois, simetricamente nas extremidades esquerda e direita da parte de trás de cada veículo.

Luz de Freio: Posicionados na parte traseira, sua função é avisar a um condutor que vem atrás do seu veículo que você está desacelerando. Dessa forma, esse equipamento é essencial para evitar acidentes. No Brasil, a luz de freio tem sempre a cor vermelha. Obrigatoriamente, deve estar posicionada junto às luzes de direção (“as setas”) à esquerda e direita do veículo.

Alguns modelos apresentam uma terceira luz de freio, normalmente localizada acima do vidro traseiro do carro.
Para um bom funcionamento, as luzes traseiras de freio devem acender no momento em que o condutor aciona os freios.
Assim, a mínima força aplicada sobre o pedal de freio já deve ser suficiente para acender essas lâmpadas.

São três os tipos de faróis disponíveis em cada veículo, sendo:

  • O farol principal, que é o que conta com as funções de lanterna, luz baixa ou alta. Trata-se do único tipo de farol realmente obrigatório de fábrica. Atualmente, temos diversas tecnologias presentes neste equipamento, como faróis de LED e acendimento automático. Porém, os comandos para ajuste de intensidade e acionamento normalmente podem ser encontrados nas alavancas do volante ou painel do veículo.

  • O farol de neblina é indicado para situações onde a visibilidade é afetada por nevoeiros, neblina ou chuva. Devem ser usados juntamente com o farol baixo, ou seja, eles não substituem a luz baixa e o motorista pode ser multado se trafegar com o farol principal desligado e o farol de neblina ligado. Normalmente, o foco dos faróis de neblina é mais curto e as lâmpadas de baixa intensidade, evitando que o facho de luz bata apenas na neblina a frente e prejudique ainda mais a visibilidade. Além disso, sua função principal é iluminar a pista, logo à frente do veículo, por isso eles devem estar direcionados para baixo.

  • A maioria dos veículos novos vêm equipados com faróis de neblina, mas erroneamente nos referimos a esses equipamentos como faróis de milha. A diferença básica é que, enquanto o farol de neblina é um complemento da luz baixa em situações de pouca visibilidade, o farol de milha é um auxiliar da luz alta, para aumentar o alcance da iluminação do carro em locais isolados e desprovidos de luz. Muitos motoristas gostam do visual dos faróis auxiliares e buscam instalar faróis de milha nos veículos que não têm esse equipamento de fábrica, mas é importante ter cuidado. O uso de farol de milha, com luz intensa de longo alcance, é proibido por lei em vias com iluminação pública, configurando infração leve e passível de multa.

Além disso, no sistema de iluminação há alguns tipos diferentes de lâmpadas que podem ser utilizadas, desde as halógenas, que são as mais comuns e possuem o mesmo estilo das lâmpadas incandescentes e normalmente são amareladas, ótimas para não “cegar” o motorista que vem na direção contrária; até as de laser, que são pouco conhecidas, pequenas, mas possuem uma iluminação quatro vezes maior que a de led.

Agora que você conhece bem o sistema de iluminação, não deixe de acessar mais matérias em nosso blog, como essa sobre a manutensão do sistema de ignição!

Galeria

Nenhum comentário foi encontrado. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu Comentário


Barros Autopeças é reconhecida com o prêmio SKF Awards

A Barros Autopeças, distribuidora de linha leve com mais de 50 anos de história no setor automotivo, conquistou dois troféus do prêmio de "Distribuidor Destaque SKF Awards 2023" concedido pela SKF,…

leia mais...
Barros Autopeças celebra o ano de 2023 e seus 54 anos juntos dos colaboradores!

Comemorar nunca é demais, não é mesmo? Por isso, fizemos questão de confraternizar muito por aqui! Durante o mês de janeiro, as filiais de Araxá, Bauru, Belo Horizonte, Campinas, Curitiba, Mogi…

leia mais...
54 anos de história e um legado que continua

Há 54 anos, a Barros Autopeças tem desempenhado um papel crucial na união entre modernidade e tradição, fornecendo com eficiência peças automotivas de alta qualidade para o setor. Desde sua fundação…

leia mais...
Festa do Mecânico: Celebrando habilidades e parcerias

No último dia 15 de dezembro, o núcleo de eventos da matriz da Barros Autopeças foi palco de uma celebração única: a Festa do Mecânico. Um evento que antecede as comemorações do Dia do Mecânico,…

leia mais...
Comentários Recentes

Trabalhe Conosco

Com o seu talento e competência
como combustíveis, você vai ajudar
a guiar uma empresa sólida e
ambiente de trabalho profissional.
Faça parte da nossa equipe.

Eu quero

Quero ser Cliente

Venha ser um cliente Barros Autopeças
e ter a disposição um dos portfólios
de peças mais completos do país,
promoções exclusivas e uma equipe
pronta à ajudá-lo no que for preciso.

Eu quero
scroll up