> <

Planejamento x Fazejamento

Na roda viva que é o dia a dia da pequena empresa, não é fácil evitar os contratempos que roubam minutos preciosos de trabalho. O que se deve evitar é a tendência ao fazejamento, ou seja, ser surpreendido por acontecimentos inesperados e ficar constantemente tendo de resolver problemas, a ponto disso se tornar uma justificativa para a falta de dedicação a tarefas de gestão e administração.

Neste post, vamos traduzir “acontecimentos inesperados” por “não previstos”. Não se trata de questão semântica: ao admitir que acontecimentos podem ser previstos, abrimos uma porta para mostrar a utilidade indispensável do planejamento.

SUSTO, MIOPIA E FRAQUEZA

O consultor Paulo Henrique de Abreu é implacável quando solicitado a elaborar a lista das consequências da falta de planejamento para a empresa e para o empresário.

  • Primeiro, o susto, pois o empresário que não planeja corretamente o crescimento de sua empresa acaba vendo a concorrência passar na sua frente, pois perde a oportunidade de antecipar o momento mais adequado para executar as ações estratégicas necessárias, sejam as preventivas sejam as corretivas.
  • Segundo, miopia, pois o empresário que não se planeja corretamente tende a ver somente os problemas. Com isso ele acaba fazendo investimentos e ou contratações sem levar em conta a situação futura da empresa já que não consegue enxergar longe.
  • Terceiro, fragilidade, pois quando não planeja corretamente o crescimento o empresário acaba deixando sua empresa muito mais exposta às constantes mudanças que ocorrem no mercado. Sem planejamento, a empresa não terá elementos para pensar de forma abrangente e interconectada.

FOCO, RACIONALIZAÇÃO E DISCIPLINA

  • Para fazer uma guinada de 360 graus, do fazejamento ao planejamento, Paulo recomenda que o empresário comece por rever suas posturas pessoais.
  • Tenha foco. Por meio do planejamento o empresário de uma empresa define exatamente aonde deseja chegar e fixa as estratégias que irá utilizar nessa caminhada.
  • Quando se planeja, o empresário passa a dispor de uma referência objetiva para ordenar suas despesas e direcionar a aplicação de seu lucro. O planejamento permite não apenas dimensionar os recursos, mas também sinaliza  o prazo e o volume necessários.
  • Tenha muita disciplina. Existe um mito segundo o qual basta que o empresário seja talentoso, criativo e saiba improvisar para que ele se torne um vencedor. Embora essas sejam características importantes, por si só não farão com que a empresa seja bem sucedida. É necessário que haja muita disciplina para fazer o que precisa ser feito. O planejamento estimula e direciona a disciplina”.

INFORMAÇÃO, O PRINCÍPIO DE TUDO

Com base no Paulo listou acima, dá para perceber que para fazer um bom planejamento a vontade e a inteligência são mais importantes do que recursos financeiros. Com inteligência é possível selecionar e relacionar as informações que chegam no enorme fluxo de dados que o empresário recebe diariamente, de forma ativa ou passiva.

A partir desse conhecimento bruto que recebe, o empresário  filtra os dados que considera relevantes e, se for necessário, aprofunda a pesquisa sobre eles (neste blog mesmo podem encontrados links que facilitam a pesquisa) transformando os dados em informações que vão alimentar o planejamento que vai traçar caminhos para a empresa, prevenindo riscos, estabelecendo metas e como alcançá-las.

PLANEJAMENTO É MEIO E NÃO FIM

“Um aspecto importante a respeito do planejamento é que ele é um meio e não um fim – adverte o consultor Paulo Henrique de Abreu - pode e deve ser periodicamente revisto, pois precisa ser encarado pelo empresário não como um trilho, mas sim como um caminho que sinaliza a direção a ser tomada pela empresa. O planejamento não pode ser uma “camisa de força” na qual o empresário se sinta sufocado, pois caso o empresário não se “enxergue” no planejamento então muito provavelmente o destino desse documento será o fundo de uma gaveta no armário do depósito”.

Fonte: Papo de Especialistas

Galeria

Nenhum comentário foi encontrado. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu Comentário


Conheça o Programa Jovem Vendedor da Barros com foco na capacitação de jovens aprendizes

A Barros Autopeças iniciou o Programa Jovem Vendedor, uma iniciativa dedicada a capacitar e profissionalizar jovens aprendizes com o intuito de prepará-los para atuar no campo das vendas. Com cinco…

leia mais...
Barros Autopeças é reconhecida com o prêmio SKF Awards

A Barros Autopeças, distribuidora de linha leve com mais de 50 anos de história no setor automotivo, conquistou dois troféus do prêmio de "Distribuidor Destaque SKF Awards 2023" concedido pela SKF,…

leia mais...
Barros Autopeças celebra o ano de 2023 e seus 54 anos juntos dos colaboradores!

Comemorar nunca é demais, não é mesmo? Por isso, fizemos questão de confraternizar muito por aqui! Durante o mês de janeiro, as filiais de Araxá, Bauru, Belo Horizonte, Campinas, Curitiba, Mogi…

leia mais...
54 anos de história e um legado que continua

Há 54 anos, a Barros Autopeças tem desempenhado um papel crucial na união entre modernidade e tradição, fornecendo com eficiência peças automotivas de alta qualidade para o setor. Desde sua fundação…

leia mais...
Comentários Recentes

Trabalhe Conosco

Com o seu talento e competência
como combustíveis, você vai ajudar
a guiar uma empresa sólida e
ambiente de trabalho profissional.
Faça parte da nossa equipe.

Eu quero

Quero ser Cliente

Venha ser um cliente Barros Autopeças
e ter a disposição um dos portfólios
de peças mais completos do país,
promoções exclusivas e uma equipe
pronta à ajudá-lo no que for preciso.

Eu quero
scroll up