> <

Uso do celular ao volante passará a ser multa gravíssima

Condutor que cometer essa infração perderá 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e terá que pagar multa de R$ 293,47.

Apesar do uso do telefone celular ser uma infração já prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) desde 1997, hoje outras funções acrescentadas ao aparelho, e seu constante uso pelos motoristas enquanto dirigem, fizeram com que aumentasse o número de autuações dessa natureza. De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de São Paulo, houve alta de 43,3% nas multas aplicadas em razão desse tipo de infração em 2015, quando comparado com o montante contabilizado em 2010.

Se há quase 20 anos o risco maior era o condutor usar o celular para fazer alguma ligação enquanto dirigia, agora há ainda outros recursos que desviam a atenção dele, como, por exemplo, enviar mensagens de texto e checar as redes sociais. De acordo com pesquisas realizadas pela Universidade de Utah, nos Estados Unidos, manusear o celular enquanto dirige aumenta em até 400% a possibilidade do condutor se envolver em algum acidente.

Por isso, desde novembro, o motorista que é flagrado manuseando o celular deixará de cometer uma infração média e passará a ser enquadrado como autor de falta gravíssima, segundo o CTB. Desta forma, perderá 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e terá que pagar uma multa de R$ 293,47.

“É sabido que acidentes decorrem de decisões tomadas em segundos. Para digitar uma mensagem de texto o motorista desvia a atenção da condução por diversos segundos. Ao desviar a atenção para ler uma mensagem serão, no mínimo, cinco segundos. Se ele estiver a 80 km/h, terá percorrido aproximadamente 100 metros sem ver o que está acontecendo do lado de fora do carro”, alertou a especialista em segurança no trânsito e responsável pela área de educação do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), Roberta Mantovani.

Ela destaca ainda que as distrações ao volante abrangem quatro dimensões: visuais (quando o condutor desvia o olhar da via para realizar alguma tarefa alheia à direção, como ler uma mensagem ou olhar para o telefone com o objetivo de atender uma ligação); cognitiva (ao pensar sobre algum assunto ao qual está falando ao telefone, prejudicando a reação frente alguma necessidade no trânsito); física (quando o motorista tira uma das mãos do volante para executar tarefas como discar um número no telefone ou digitar uma mensagem de texto); e auditiva (a atenção do motorista volta-se para os sons do telefone, provocando perda de percepção auditiva de uma sirene ou buzina de outro veículo, por exemplo).

 “Para que o condutor faça escolhas seguras é preciso que tenha a percepção do risco envolvido nas mais diversas situações de trânsito, entre elas aquelas que envolvem as distrações ao dirigir. Estimular uma cultura de autoproteção e autocuidado contribui para a construção dessa percepção de risco. É preciso investir em política de segurança viária, melhorando permanentemente as leis, fiscalizando, formando, melhorando a segurança dos veículos e das vias e ainda o atendimento aos eventos de trânsito”, salientou Roberta.

Um dos caminhos para aumentar a segurança no trânsito é a melhor formação dos motoristas. É preciso atentá-los quanto aos riscos de alguns comportamentos durante a condução. Para tal, a tecnologia contribui de modo fundamental para a conscientização e preparação. É o caso da inclusão do simulador de direção veicular na etapa antes de o candidato partir para a prática nas ruas. Cinco das 25 aulas para obter a CNH devem ser realizadas no simulador. O equipamento permite que o condutor experimente com segurança como o uso do celular ao volante, por exemplo, prejudica a atenção.

Fonte: Portal da Reparação

Galeria

Nenhum comentário foi encontrado. Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu Comentário


Conheça o Programa Jovem Vendedor da Barros com foco na capacitação de jovens aprendizes

A Barros Autopeças iniciou o Programa Jovem Vendedor, uma iniciativa dedicada a capacitar e profissionalizar jovens aprendizes com o intuito de prepará-los para atuar no campo das vendas. Com cinco…

leia mais...
Barros Autopeças é reconhecida com o prêmio SKF Awards

A Barros Autopeças, distribuidora de linha leve com mais de 50 anos de história no setor automotivo, conquistou dois troféus do prêmio de "Distribuidor Destaque SKF Awards 2023" concedido pela SKF,…

leia mais...
Barros Autopeças celebra o ano de 2023 e seus 54 anos juntos dos colaboradores!

Comemorar nunca é demais, não é mesmo? Por isso, fizemos questão de confraternizar muito por aqui! Durante o mês de janeiro, as filiais de Araxá, Bauru, Belo Horizonte, Campinas, Curitiba, Mogi…

leia mais...
54 anos de história e um legado que continua

Há 54 anos, a Barros Autopeças tem desempenhado um papel crucial na união entre modernidade e tradição, fornecendo com eficiência peças automotivas de alta qualidade para o setor. Desde sua fundação…

leia mais...
Comentários Recentes

Trabalhe Conosco

Com o seu talento e competência
como combustíveis, você vai ajudar
a guiar uma empresa sólida e
ambiente de trabalho profissional.
Faça parte da nossa equipe.

Eu quero

Quero ser Cliente

Venha ser um cliente Barros Autopeças
e ter a disposição um dos portfólios
de peças mais completos do país,
promoções exclusivas e uma equipe
pronta à ajudá-lo no que for preciso.

Eu quero
scroll up